26 de janeiro de 2011

Não-querido diário de Izzy pt.2

Ainda sábado, 23:09

Mamãe estava certa, eu precisava mesmo abrir minha vida para alguém, e você é a melhor pessoa coisa para quem posso me abrir e contar o que se passa na minha cabeça.
Depois do beijo que Mark me deu, passei o resto da tarde pensando no que eu deveria ter dito e feito. Caso eu tivesse esperado, talvez agora eu soubesse o que tanto ele queria me contar, e não estaria ansiosa desse jeito. Faz uns dez minutos que ele me mandou duas mensagens.

Mark, 22:54
Olá Izzy, espero que você possa conversar comigo amanhã, o que tenho pra contar é sério.

Mark, 22:57
Caso queira conversar comigo, vou estar te esperando no parque às 14:30.

Agora além de ansiosa estou curiosa. Quero muito saber o que é tão sério para Mark. Ele nunca foi de ter coisas sérias para falar, ainda mais comigo. Nossos assuntos sérios sempre são shows, viagens e castigos, e não vejo qualquer outro assunto que possa ser sério para ele. Outra coisa estranha foi aquele beijo. Tudo bem que já o vi ficar com outras garotas, e os garotos que já fiquei foram ele e o Cris que ajudaram, mas nunca conversamos sobre isso. E eu nunca poderia imaginar que ele iria me beijar.
Pois é, ainda estou surpresa com aquilo. E agora me sinto exausta de não ter feito nada, preciso da minha cama agora.




Domingo, 7 de agosto, 11:53

Quase nem consegui dormir durante a noite, tive um sonho muito estranho.
“Eu estava no parque onde eu e os meninos costumamos passar os finais de semana andando de skate, mas tudo estava escuro, não tinha como enxergar nada. De repente, no meio de umas árvores, apareceu uma luz, e eu comecei a segui-la para ver se conseguia sair de lá. Quando cheguei no ponto final, pude ver Mark abraçado com uma garota. Chamei por seu nome mas de nada adiantou, a voz não saía. Fui me aproximando e quando eu estava a poucos passos deles, ouvi Mark chamando a garota de Izzy.”
Acordei um pouco assustada, porque a garota que eu vi não tinha nada a ver comigo, mas segundo o sonho, era eu.
Não quis mais voltar a dormir, havia perdido o sono quando acordei, então peguei meu iPod que deixo debaixo do travesseiro e comecei a ouvir Iris da banda Goo Goo Dolls, que é uma música muito linda e que me acalma. Coloquei no modo ‘repetir faixa’, e depois de ouvir umas dez vezes peguei no sono. E para me deixar ainda mais surpresa e assustada, tive o mesmo sonho.
Depois de sonhar duas vezes com a mesma coisa não tive mais coragem de voltar a dormir, e aqui estou eu, sentada na janela do quarto, ouvindo Paramore e te contando sobre meu sonho idiota.

Um comentário: